logo

BLEFAROESPASMO piscar sem parar, espasmo, pálpebra e espasmo, contração involuntária dos olhos, contração dos músculos dos olhos.

Voltar
BLEFAROESPASMO, piscar sem parar, espasmo, pálpebra e espasmo, contração involuntária dos olhos, contração dos músculos dos olhos.

BLEFAROESPASMO

Em alguns casos, o ato de abrir e fechar os olhos pode se tornar um incômodo para pessoas portadoras do blefaroespasmo, doença cuja principal característica é piscar de maneira descontrolada e excessiva. O blefaroespasmo atinge homens e mulheres a partir dos 60 anos. Normalmente, a doença começa de forma discreta e aos poucos vai se intensificando. A pessoa pisca sem parar, a ponto de não enxergar.

RELACIONADO A:
piscar sem parar, espasmo, pálpebra e espasmo, contração involuntária dos olhos, contração dos músculos dos olhos.

 

DIAGNÓSTICO

Quando o tempo passa e o portador não encontra tratamento, a ansiedade aumenta. Muitos acham que o problema é psicológico e consultam especialistas. Para o diagnóstico é necessário um minucioso exame oftalmológico que determinará se se trata de blefaroespasmo essencial ou secundário (provocado por problemas oculares).

TRATAMENTO

A doença ainda não tem cura, mas é controlável com a injeção de toxina botulínica em pontos específicos nas pálpebras e, em geral, observa-se o relaxamento muscular de 3 a 5 dias após a aplicação.

Sua opinião é muito importante para nós!

5.0

Preencha o formulário abaixo e deixe sua mensagem que retornaremos em breve.